Empréstimo para Autônomo: Veja como Comprovar Renda e Conseguir o seu Crédito

Na busca de melhores condições financeiras e mais tempo para a vida pessoal, muitas pessoas acabam optando pelo trabalho home-office ou abrindo o seu próprio negócio como autônomos, um modo de trabalho que tem crescido muito e representa em torno dos 23% da população, conforme Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), divulgada pelo IBGE, em 2014.

home office autônomo

Mas o que poucos às vezes se esquecem de acrescentar é que trabalhar por conta também gera custos mensais, além de ser necessário um investimento para que certo serviço ou comércio cresça, e com o aumento do número de autônomos, várias instituições financeiras têm aprovado empréstimo para autônomos, com valores razoáveis.

Você trabalha por conta e gostaria de saber como comprovar renda e conseguir um empréstimo para autônomo?

Confira as dicas que preparamos para você que se encaixa no grupo dos autônomos e deseja fazer um empréstimo.

Comprovando sua renda como autônomo

​ O autônomo não possui nenhum vínculo com alguma empresa ou órgão público que garanta ao banco de que ele quitará o valor do empréstimo.

​ Por conta disso, é preciso ir comprovando a sua renda e arrumando a documentação necessária aos poucos, antes de pedir o seu empréstimo para autônomo. Confira passo a passo:

1. Abra uma conta corrente só para os seus ganhos

Uma das coisas essenciais na hora de pedir um empréstimo para autônomo é ter provas do rendimento do seu trabalho, pelo em menos 6 meses, portanto abra uma conta corrente apenas para guardar os seus ganhos, dessa forma será mais fácil na hora de comprovar a sua renda.

conta-para-ganhos

2. Procure guardar os seus recibos e contratos

Todo trabalho feito requer um contrato ou no mínimo um recibo dizendo quanto você ganhou por certo serviço prestado, logo é uma forma de comprovar a sua renda e qual a média que o seu tipo de serviço rende mensalmente, e pode acabar ajudando na documentação de comprovação de rendimentos para conseguir o seu empréstimo para autônomo.

3. Fique em dia com o Imposto de Renda

​ Muito bancos não aceitam apenas os extratos bancários como comprovação de renda, então quando for pedir o seu empréstimo para autônomo, é importante ter uma declaração de Imposto de Renda atualizada, ou seja, que tenha validade anual.

Para fazer, você pode acessar o site e fazer a declaração digital todo ano. Há ainda, infográficos explicativos que ajudam a saber como e quando se deve fazer o imposto de renda, é instrutivo e elimina dúvidas de muitas pessoas.​

4. Regularize suas dívidas

​ Caso você tenha dívidas, é importante regularizá-las, pois os bancos ainda são muito rigorosos com os clientes que têm restrições no nome e necessitam fazer empréstimo, é claro que há a possibilidade de tentar empréstimo oferecendo alguma garantia às instituições financeiras no contrato – como uma casa, por exemplo, mas é burocrático.

empréstimo-para-autônomos

Não existe nada melhor do que estar com as contas em dia para conseguir empréstimo para autônomo.​

​5. Tenha o Cadastro Positivo

​O Cadastro Positivo (https://www.cadastropositivo.com.br/quero-abrir-agora/) ajuda a cadastrar todos os seus pagamentos e auxilia a avaliação positiva dos bancos e empresas para conceder créditos, quando se está com as contas em dia.

É uma forma de facilitar o seu pedido de empréstimo para autônomo, já que as informações ficam em um histórico e as instituições financeiras podem com mais precisão e rapidez se é possível oferecer o valor solicitado no empréstimo ou não.​

6. Procure emitir o Decore​

​A Decore – Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos ajuda você a comprovar as suas rendas e é um documento oficializado, feito por um contador. Por conta disso, os bancos costumam levar em consideração o que está comprovado nele, no requerimento de empréstimo para autônomo.

7. Regularize seu trabalho

Atualmente, uma das formas mais fáceis de regularizar o seu trabalho como autônomo é abrir uma empresa como MEI – Microempreendedor Individual.

A abertura é simples, paga-se R$44,40 por mês, e possui vários benefícios, além do CNPJ, dentro desse valor está inclusa a contribuição do INSS para a sua aposentadoria, e pode ainda, ser de grande ajuda na hora de pedir o seu empréstimo como autônomo, por que há uma segurança maior para o banco que de fato você tem um negócio e é regularizado.

​Para regularizar-se como MEI, você acessar e se informar aqui.

Originalmente publicado em http://tesoure.com.br/como-conseguir-emprestimo-para-autonomo/

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s